20 de Abril de 2011

Como criar uma biblioteca em Linguagem C


Normalmente nós para fazermos uma aplicação em C, temos que primeiramente incluir, ou importar no nosso programa a ser feito, uma das bibliotecas do C, como o caso da stdio.h, stdlib.h, math.h, conio.h, etc.
Nós também podemos criar uma biblioteca com as nossas funções, variaveis globais, etc. Torná-se pratico, porque em vez de enchermos o programa com varias linhas de código, o programa apenas vai importar uma biblioteca que já possui essas funções, ou variaveis.
Para criar uma biblioteca para a linguagem C temos que:
1- Abrir o compilador que usamos (vulgarmente o mais usado é o DEV-C++) e usamos como se estivesemos para fazer um program normal, ou seja, escrevemos as directivas (include), para podermos usar certas funções na nossa biblioteca. EX: #include<stdio.h>
A biblioteca  stdio permiti-nos usar as funções printf, scanf, etc..
2-Depois de termos feito as directivas, podemos começar a escrever as nossas funções, variaveis, estrutura, etc, nesse programa (ainda não é uma biblioteca). EX:
void apresentacao()
{
  printf(" BEM-VINDO A THISIS2M\n");
}
3- Depois de termos escrito as funções nesse programa, para o programa se tornar numa biblioteca temos que gravar o programa com a extensão .h (que significa header, cabeçalho).
EX:  thisis2m.h
4- E pronto já está, criamos uma biblioteca em C, chamada thisis2m, e que contem 1 função, a função apresentacao.
5- Para testarmos, podemos abrir um novo documento, e criar um novo programa. E neste programa podemos chamar a biblioteca que criamos (thisis2m) e usar aa função dessa biblioteca (apresentacao).
 Para adicionar a biblioteca no programa é simples, fazemos como se estivessemos a adicionar a bilbioteca stdio (#include<stdio.h>), mas para incluir a nossa biblioteca no programa temos que substituir os sinais de maior e menor(<>), por aspas (" "), ou como é conhecida por alguns, virgulas altas (#include " thisis2m.h"). E gravamos esse programa com a extensão .C, tal e qual como um programa feito em C (Exemplo1.c).
EX:
#include "this2m.h"
main()
{
   apresentacao();
}
NOTA: Para o programa a ser feito reconhecer a nossa biblioteca criada (nesse caso thisis2m), temos que gravar o programa a ser feito na mesma pasta em que se encontra a nossa biblioteca.

2 comentários: